A Homeopatia pode ajudar no combate e prevenção da Dengue, Zika e Chikungunya

A Homeopatia pode ajudar no combate e prevenção da Dengue, Zika e Chikungunya

by ultra maio 24, 2018

A HOMEOPATIA NO COMBATE A DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

Está circulando nos meios de comunicação, a informação de que há uma fórmula homeopática preventiva e de tratamento das doenças Dengue, Zika e Chikugunya. Recebi várias mensagens de amigos querendo confirmar a veracidade dessas informações e fui atrás da fonte original, afirmando que SIM, A HOMEOPATIA É PREVENTIVA E CURATIVA NESSES CASOS. Os textos que seguem , vem da  Profª. Dra Ana Teresa Doria Dreux, médica homeopata Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil – (IHB), Livre Docente e Profª. Adjunto de Clínica Homeopática da UNIRIO, informações enviadas a mim pela Homeocenter (Farmácia Homeopática de Ribeirão Preto) no dia 06/02/16.

Segue, a seguir, o texto enviado pelas redes sociais com as informações:

“Boa noite amigos, segue mensagem da farmácia homeopática a quem interessar (enviado pela Maria Lucia da Homeocenter) : Como Farmacêutica Homeopata e cidadã, hoje estou utilizando as redes sociais para dar minha contribuição a todos que eu conseguir atingir. Dentro do quadro atual da saúde no país cada um DEVE fazer sua parte.

A homeopatia pode ser utilizada como uma forma de prevenção e de tratamento das doenças DENGUE, ZIKA e CHIKUNGUNYA. A experiência que tivemos utilizando homeopatia contra dengue é uma das provas de sua ação, além dos trabalhos já publicados. A homeopatia ajuda a repelir o mosquito. Se você for picado pelo mosquito contaminado você pode até desenvolver uma destas doenças, no entanto ela será muito mais fraca. Se for contaminado sem estar utilizando a homeopatia você poderá utiliza-lá como um tratamento ALIADO ao já preconizado pelas instituições de saúde, a cura é muito mais rápida e os sintomas diminuirão também de forma surpreendente.

A fonte da fórmula homeopática abaixo é Instituto Hahnemanniano Do Brasil .

Vocês podem mandar fazer em qualquer farmácia de manipulação homeopática

Segue a Fórmula:

Eupatorium perf. 5CH

Gelsemium 5CH

Rhus tox 5CH

China off 5CH

Ledum palustre 5CH ãã 30mL

Tomar 3 gotas 1 vez por semana.

**pode ser utilizada (DEVE) por gestantes, idosos e recém-nascidos** Não tem NENHUMA CONTRA INDICAÇÃO!

Compartilhem minha publicação, ajudem quem puder, pois se dependermos de alguma ação do governo vamos continuar assistindo o “desastre do sistema de saúde brasileiro”,

Para aqueles que ainda acham que a homeopatia é um placebo, que não serve pra nada … “Não acredite, experimente”

 

PORQUE A HOMEOPATIA CURA A DENGUE: ENTENDA O QUE ACONTECE

Em 2011, a Dra. Ana Dreux publicou um artigo no site Instituto Homeopático Brasileiro, sobre a homeopatia e dengue para que as pessoas entendessem como a homeopatia age no organismo fortalecendo o sistema imunológico. Segue o artigo, retirado do site: http://www.ihb.org.br/interna.asp?p=artigos&oI=1&idA=20 (Acesso em 06/02/16):

Pode a Homeopatia ajudar a prevenir a dengue?

A prevenção de doenças é uma das principais funções da medicina. Na China, desde tempos imemoriais, os imperadores tratavam-se com acupunturistas que, encarregados de manter a saúde de seus reais clientes, deixavam de receber seus honorários quando estes adoeciam. A acupuntura é hoje uma especialidade médica e quem a utiliza regularmente, previne-se de muitas doenças pelo equilíbrio energético de seu organismo.

Modernamente a medicina Ortomolecular, vem prevenindo com suas prescrições e aconselhamento da nutrição, moléstias degenerativas e crônicas, obtendo em seus pacientes resultados excelentes.

A Homeopatia, (CURA PELO SEMELHANTE) especialidade médica no setor da terapêutica, é uma medicina preventiva por excelência. Quando se prescreve Influenzinum para evitar gripes em epidemias, Dulcamara , para pessoas que adoecem pelo tempo úmido, Phosphorus e Arnica, antes de cirurgias, para evitar sangramentos excessivos e má cicatrização, se está prevenindo.

Quando o Dr. Vannier, médico Frances já falecido, recomenda em seus livros o uso de nosódios (tipo de preparação especial) como Luesinum e outros mais durante a gravidez, está prevenindo certas afecções familiares de se manifestarem no bebê (e com ótimos resultados). Dr. Roberto Costa, médico homeopata criador dos nosódios vivos, usava por exemplo, a escherichia coli dinamizada, para prevenir reincidências de infecções urinárias causadas por esta bactéria . Criou este método reconhecido e aprovado pela comunidade homeopática.

Por que não poderia a Homeopatia ser usada como preventivo na dengue, que é uma virose? Viroses são difíceis de tratar pela medicina alopática pois não respondem aos antibióticos, dependendo a cura da resposta imunitária do paciente. Então, não se tomou o Gelsemium na gripe espanhola no Rio de Janeiro para evitar o contágio? Samuel Hahnemann, criador da Homeopatia, prescrevia Veratrum album ou Camphora para evitar e tratar o cólera, antes que se conhecesse a existência do vibrião colérico e o microscópio.

As pessoas que afirmam que a Homeopatia não é preventiva ou que é um embuste, estão mostrando desconhecimento e preconceito com uma terapêutica, ensinada no nosso país desde 1841 e que é especialidade médica no Brasil, desde 1980. Na UNIRIO, na Escola de Medicina, foi implantado no ano de 2004, o programa de Residência Médica em Homeopatia, o primeiro a ser criado no mundo. O serviço de Homeopatia do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, funciona diariamente atendendo pacientes de todas as idades, inclusive realizando pesquisas clínicas, pelos seus professores e residentes.

Evidencia como a Homeopatia Brasileira é pioneira mundial no ensino oficial desta especialidade, tendo a UNIRIO incluído o estudo da homeopatia como cadeira obrigatória, na graduação médica. O médico que deseja ter o título de especialista em Homeopatia, deverá cursar a pós graduação em Homeopatia, oferecida pelo Instituto Hahnemanniano do Brasil (IHB) e submeter-se à prova da AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira) para obter o certificado de especialista emitido pelo CRM, como em qualquer outra especialidade médica. A homeopatia já foi reconhecida também como especialidade na Medicina Veterinária e na Farmácia, sendo-o em breve, esperamos, na Odontologia.

A medicação que a homeopatia recomenda para prevenção e tratamento da dengue cobre os diversos sintomas desta virose que assume aspectos variados dependendo do tipo de vírus que acomete o doente e a sensibilidade individual de cada pessoa. A indicação dos medicamentos obedece à “LEI DOS SEMELHANTES”, principio enunciado por Hipocrates, considerado pai da medicina, e retomado em 1796, por Samuel Hahnemann. Para prescrever a homeopatia, verificam-se, na Matéria Médica, (livro em que se encontram os medicamentos homeopáticos e seus sintomas) todos os sintomas de cada um dos componentes do medicamento ou do complexo, comparando-os com os sintomas do paciente que está acometido pela dengue, para confirmar seu uso segundo a lei da semelhança.

Quanto ao Phosphorus, (substancia mineral), e o Crotalus horridus, (veneno de um ofídio), são prescritos em caso de dengue hemorrágico. Não só aumentam a taxa das plaquetas como protegem o fígado, pois sabemos que a virose ataca este órgão. Viroses são difíceis de tratar pela medicina alopática, pois não respondem aos antibióticos, dependendo a cura da resposta imunitária do paciente. O paracetamol, (presente em vários analgésicos como Tylenol etc.) foi muito usado, na alopatia (CURA PELOS CONTRÁRIOS, principio também enunciado por Hipocrates). Como a dose terapêutica é muito próxima da dose tóxica pode causar hepatite medicamentosa. Deve ser evitado, para o alívio das dores da dengue.

O emprego da Homeopatia alivia rapidamente estes e outros sintomas sem perigo para o paciente. Nas epidemias existe o que se denomina “o gênio epidêmico”, que são os sintomas predominantes na doença e comuns a maioria dos acometidos. Na gripe espanhola foi o Gelsemium. Na dengue usa-se um complexo (associação de dois ou mais medicamentos) pois esta virose se manifesta por sintomas muito variados dependendo do tipo do vírus que está agindo. Os sintomas vão desde dores pelos ossos, erupções e prurido na pele até hemorragias, vômitos, diarréia e síndrome de choque quando a pressão arterial despenca causando desmaios e até falência orgânica. Por isto é extremamente perigosa, não devendo ser minimizada. O perigo maior é para as grávidas, os idosos e os jovens. A homeopatia já salvou muitas vidas e continuará salvando, pois quem contraiu gravemente a dengue e foi curado por esta terapêutica dará o testemunho aos que desdenham dela.

A Homeopatia é uma ciência de base experimental, usada para prevenção e tratamento da dengue e outras epidemias com sucesso e segurança, há muitos anos, em casos incontáveis. No entanto deve-se consultar o médico homeopata de sua confiança, pois esta terapêutica, como toda especialidade, exige conhecimento e técnica, não devendo jamais o leigo utilizar automedicação, pois corre risco de prejudicar-se, alem de incorrer em exercício ilegal da medicina.

Portanto AFIRMO que a Homeopatia deve ser utilizada como PREVENTIVA e CURATIVA em epidemias, desde que se observem critérios para prescrever o medicamento ou o complexo apropriado, na dinamização apropriada a cada paciente individualizado, considerando-se todos os fatores envolvidos, tanto os sintomas da doença como os do paciente em si. Lembro que já existem serviços de homeopatia no SUS e vários planos de saúde contam com especialistas em homeopatia entre seus médicos.

Em caso de dengue, mesmo tomando a medicação homeopática, deve-se sempre procurar o hospital para avaliação do quadro geral, hematológico e HIDRATAÇÃO. Prevenção imperiosa do meio ambiente COMBATENDO OS FOCOS DE PROLIFERAÇÃO DO MOSQUITO.

Profª. Dra Ana Teresa Doria Dreux, médica homeopata

Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil – (IHB)

Livre Docente e Profª. Adjunto de Clínica Homeopática da UNIRIO

 

Segue os três protocolos de tratamentos elaborados pela Dra. Ana Dreux:

1) PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA DENGUE E DA FEBRE ZICA.

Rio de Janeiro, 8 de Dezembro de 2015.

A fórmula 5 plantas a que me refiro é a mesma prevenção diária da Dengue e da febre Zica :

Rhus tox 5 CH/ Eupatorium 5 CH / China 5 CH / Ledum palustre 5 CH / Gelsemium 5 CH / aã /24 G, glóbulos.

PARA SER TOMADA 3 GLÓBULOS UMA VEZ AO DIA ATÉ O FINAL DA EPIDEMIA.

E para tratamento da Dengue tomar 3 glóbulos de hora em hora espaçando as tomadas de

acordo com a melhora dos sintomas.

O MESMO DEVE SER FEITO EM RELAÇÃO À FEBRE ZICA.

Para garantir a imunidade contra a Dengue hemorrágica recomendo a fórmula:

Phophorus 30 CH / Crotalus horridus 30 CH / aã / glóbulos 12 G.

Para ser tomada APENAS de 15 em 15 dias, 6 glóbulos.

Neste dia só tomar esta fórmula.

Para prevenir a síndrome de Guillain – Barré, que pode aparecer após a febre Zica, recomendo a todos e às grávidas principalmente:

GELSEMIUM 100 CH, GLÓBULOS, 24 G. TOMAR UMA VEZ POR SEMANA 6 GLÓBULOS .

Neste dia só tomar este remédio.

Fazer isto por 5 semanas, depois espaçar para 1 vez por mês, até o final da epidemia ou da

gestação .

PARA EVITAR A POSSÍVEL MICROCEFALIA QUE PODE ACARRETAR A FEBRE ZICA.

Lembro que a microcefalia em fetos é uma patologia que se refere à má formação da bainha

de mielina que envolve os neurônios.

As vitaminas importantíssimas para reconstruir esta bainha ou evitar que isto aconteça e que

devem ser TOMADAS imediatamente depois de confirmada a gravidez, ou em moças que

pretendem engravidar (mas não agora nesta epidemia) visto que o sistema neurológico é

formado nos 3 primeiros meses de gestação são :

ÁCIDO FÓLICO, VITAMINA B12 E VITAMINA D3.

Alem da Vitamina A, que contribui para a formação das células beta do pâncreas, que produz a

insulina.

A falta desta vitamina na gravidez pode gerar crianças diabéticas ou que desenvolverão esta

doença mais tarde. Não se esquecer da Vitamina C, grande protetor e estimulante da imunidade

Havia uma lenda que não se podia dar vitamina A para grávidas, mas isto já caiu por terra segundo pesquisas científicas de última geração.

Em relação á síndrome de Guillain – Barré, lembro que o medicamento GELSEMIUM, que faz

parte da fórmula Dengue na 5 CH, a qual é uma baixa potência, para ser dado como preventivo, uma dose semanal na potencia 100 CH, tem mais longo alcance de ação.

É um dos principais antivirais da matéria médica e cito sintomas como “paresia geral crônica e

progressiva, impotência funcional dos membros inferiores, paralisia de vários grupos de

músculos, depois de doenças agudas,” entre outros sintomas. (Matéria médica: Nilo Cairo e Dr.

H. Voisin.) No entanto não se deve exagerar e tomar por tempo indeterminado: 5 doses, uma vez por semana serão mais que suficientes para a prevenção e para aqueles que já estão com a síndrome, continuar até os sintomas cederem . Por favor, quem usá-los e tiver sucesso ou

outras informações, me escrevam. Obrigada, a clínica é soberana.

IMPORTANTE

Em todas as febres como Dengue, Zica e Chikungunya, não se deve tomar ASPIRINA (ácido

acetil salicílico) nem PARACETAMOL ou PRODUTO QUE O CONTENHA.

A Homeopatia NÃO DISPENSA a ida ao hospital, sendo obrigatório o exame de sangue.

Combater sempre os focos de proliferação dos mosquitos

**********

Prof.ª Dr.ª ANA TERESA DORIA DREUX,

CRM-RJ 52.33019-0

Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Livre Docente UNIRIO.

“Deixo claro que está é a minha experiência pessoal como médica homeopata”.

 

2) HOMEOPATIA PODE AJUDAR A COMBATER A DENGUE

Rio de Janeiro, 08 de dezembro de 2015

ORIENTAÇÕES A PACIENTES, ADULTOS E CRIANÇAS DE QUALQUER IDADE.

PREVENÇÃO

(1ª) FÓRMULA: “DENGUE” (5 plantas), todas na 5CH, ãã, glóbulos ou gotas.

Rhus tox. , Eupatorium perf., China off., Ledum palustre, Gelsemium

3 glóbulos ou 3 gotas, uma vez ao dia, todos os dias, até o final da epidemia (crianças, idosos e grávidas preferir glóbulos; diabéticos usar em gotas). As gotas podem ser tomadas com uma colher de água. Os glóbulos, dissolvidos lentamente na boca. Para bebês, dissolver antes com água para evitar engasgos. APÓS DOIS MESES, tomar somente três vezes por semana, até o final da epidemia.

(2ª) FÓRMULA “DENGUE HEMORRÁGICA”, todas na 30CH, ãã, glóbulos ou gotas.

Phosphorus, Crotalus horridus

Evitar tomar durante a menstruação.

APÓS DOIS MESES, tomar somente uma vez por mês, até o final da epidemia.

TRATAMENTO

EM CASO DE SUSPEITA DA DENGUE (todos os tipos da Dengue)

(não esperar confirmação para iniciar o tratamento)

Fórmula nº1: 3 glóbulos, ou 3 gotas de duas em duas horas, espaçando de acordo com a melhora dos sintomas, para três em três horas, quatro em quatro horas, etc, até os sintomas desaparecerem.

TOMAR TAMBEM a Fórmula nº 2: três glóbulos ou gotas de manhã, à tarde e à noite. Suspender somente 48 h. após a normalização da taxa das plaquetas. (Acima de 150.000 plaquetas)

CONTRA INDICADO O USO DE ASPIRINA E PARACETAMOL (TYLENOL)

A Homeopatia NÃO DISPENSA a ida ao hospital, sendo obrigatório o exame

de sangue.

Combater sempre os focos de proliferação dos mosquitos

Prof.ª Dr.ª ANA TERESA DORIA DREUX,

CRM-RJ 52.33019-0

Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Livre Docente UNIRIO.

“Deixo claro que está é a minha experiência pessoal como médica homeopata”.

 

3) FÓRMULA “FEBRE CHIKUNGUNYA”

Rio de Janeiro, 8 de Dezembro de 2015

Composição:

Bryonia 5CH / Belladonna 30CH / Apis mel 5CH / Arnica 30 CH / Ledum palustre 3CH /

Actaea spicata 30 CH / ãã / glóbulos 24g.

Tomar como prevenção: 5 glóbulos 1 vez ao dia.

Tratamento: 3 glóbulos de hora em hora espaçando a medida que melhorarem os sintomas, Esta febre dá altas temperaturas , dores articulares intensas principalmente nos punhos , mãos, coluna, tornozelos e pintas pelo corpo mas não dá hemorragias. Pode deixar sequelas como dores intensas articulares.

Para evitá-las prescrever:

Bryonia 200 CH, em papéis, 1 papel por semana por 1 ou 2 meses. Dissolver o conteúdo do papel lentamente na boca fora da refeição . Complexo B pode ajudar bastante.

IMPORTANTE

Em todas as febres como Dengue, Zica e Chikungunya, não se deve tomar ASPIRINA (ácido acetil salicílico) nem PARACETAMOL ou PRODUTO QUE O CONTENHA.

A Homeopatia NÃO DISPENSA a ida ao hospital, sendo obrigatório o exame de sangue.

Combater sempre os focos de proliferação dos mosquitos

**********

Prof.ª Dr.ª ANA TERESA DORIA DREUX,

CRM-RJ 52.33019-0

Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Livre Docente UNIRIO.

“Deixo claro que está é a minha experiência pessoal como médica

homeopata”.

www.ihb.org.br – contato@ihb.org.br – farmacia@ihb.org.br

INSTITUTO HAHNEMANNIANO DO BRASIL

Farmácia IHB: (21) 2215-8482

Dra. Alaíde dos Santos Rodrigues – Responsável Técnica